jeanjornalista


12/11/2009


APAGÂO

O distúrbio desencadeou uma queda de 40% na oferta de energia do país durante cerca de 3 horas e meia.

Segundo relatório do Operador Nacional do Sistema (ONS), foram afetados 18 estados e em sua totalidade São Paulo, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e Espírito Santo e parcialmente Minas Gerais, Mato Grosso, Goiás, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Acre, Rondônia, Bahia, Sergipe, Paraíba, Alagoas, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

O apagão teve início às 22h13 da terça-feira, segundo o ONS. O Paraguai, parceiro do Brasil em Itaipu, também sofreu os efeitos do blecaute, porém por um período bem mais reduzido.

Itaipu anunciou a volta à normalidade no início da manhã desta quarta-feira, quando 18 das 20 unidades geradoras da usina voltaram a produzir energia para Brasil e Paraguai, e 10.450 megawatts passaram a ser transmitidos para os dois países.

O problema também provocou o desligamento das usinas nucleares de Angra 1 e Angra 2, no Rio de Janeiro, que voltaram a operar no início da noite desta quarta-feira, segundo informou a Eletronuclear em nota.

O presidente Lula ao ser questionado se estaria havendo falta de investimento no sistema, como em 2001, quando houve um racionamento de energia no governo anterior, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que naquela época o País não produzia energia suficiente e não havia interligação do sistema.

"Duas coisas estão certas: não faltou geração de energia e o problema não foi de falta de linha para interligar", afirmou o presidente, evitando qualquer relação do apagão de ontem com o do governo passado. "Nós não tivemos (agora) falta de geração de energia. O que aconteceu em 2001 era que a gente não produzia energia suficiente. A gente ainda não tinha linha de transmissão para interligar todo o sistema elétrico. Hoje nós estamos com o sistema elétrico todo interligado", afirmou Lula.

O presidente disse ainda que em 7 anos o governo investiu em linhas de transmissão o equivalente a 30% de tudo que foi feito em 123 anos

 http://www.youtube.com/watch?v=wZIM-jC6Fnk

http://www.jacarebanguela.com.br/2009/11/11/40-fotos-do-apagao-no-brasil/

 

 

Escrito por Jean Ferreira às 10h16 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Resposta 2

É difícil comentar sobre esse assunto, mas com certeza em vista do que era aumentou e muito a credibilidade, e esse aumento foi muito grande. Mas ainda existe barreira em determinadas pesssoas, empresas. Hoje a Internet esta cada vez mais segura e cada vez mais com credibilidade.

Apesar de existirem pessoas sem acesso a internet, ela é objeto indispensável nos dias de hoje, lá você conversa, compra, vende, procura emprego, ou seja, faz de tudo, e por isso a credibilidade aumenta, as mídias vão atrás de seu público e ele em sua grande maioria está conectado

Escrito por Jean Ferreira às 10h01 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Resposta 1

Nos dias de hoje em que a velocidade é fator predominante nas redações, os colaboradores são essencial para a vida dos jornais seja ele na web, rádio, tv ou impresso.

As pessoas nos dias de hoje devido a falta de tempo, procura textos curtos mas com informações completas, e as mídias conseguem oferecer as informações devido ao furo, a agilidade na hora de apurar e com certeza os colaboradores fazem um papel importante nessa hora. Muitos jornalistas, pauteiros tiram pauta e depois de ser apurados viram notícia.

Escrito por Jean Ferreira às 09h53 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

29/10/2009


Mídia Portátil

Com a correria do dia-a-dia, o mundo não está parando mais como antes para ficar em frente a uma televisão, uma internet, um jornal impresso, etc. Hoje podemos ver que a tecnologia vem se adaptando a essa rotina, e com isso a cada dia vem se popularizando  dispositivos moveis como celulares, smartphones e PDAs, todos esses com internet, TV, rádio, câmera, filmadora, GPS, e tudo mais.

Com a popularização desses dispositivos a comunicação é diferente daquela para o meio impresso ou até mesmo da realizada no meio online convencional. Algumas das diferenças mais visíveis estão relacionadas às limitações de tamanho do visor, de largura de banda de comunicação18 e de poder de processamento. No entanto, apesar de tais limitações nítidas, existem algumas dicas textuais – como formatação do corpo e estruturação em blocos. A diferença entre os textos do web jornalismo tradicional e do portátil estará geralmente centrada na questão espacial, visto que os dois ambientes carregam, em uma primeira instância, praticamente as mesmas características naturais
 (multilinearidade, instantaneidade, multimídia, onipresença, permanência etc.), o que sugere um aproveitamento e um desenvolvimento do meio similares, mas exige um tratamento textual um tanto quanto particular.

Assim como no meio online convencional, no portátil a multilinearidade apresenta se como uma de suas características principais e a hipertextualidade exibe um papel de grande importância, não só por sua eficácia em torno da organização de informações, mas também por uma questão de necessidade devido ao limitado tamanho dos visores dos dispositivos móveis. Tendo um bom conhecimento das possibilidades da hipertextualidade, é possível estruturar de forma eficiente o conteúdo noticioso de um veículo, não só a partir da inserção de ligações externas, ou seja, para outros sites, mas também através de links internos que permitirão a divisão de uma notícia em várias partes ou então o aprofundamento dela.

 

Título persuasivo e objetivo, frases curtas, ordem direta, Texto coloquial, pirâmide invertida são as principais características de um texto para mídias móveis.

 

Escrito por Jean Ferreira às 10h01 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

20/09/2009


Entrevista Henry Jenkins

Em meio a um mundo onde a comunicação abrange todo o planeta terra, em que as pessoas se conhecem virtualmente, parecendo vizinhos, as histórias de cada região podem ser conhecidas por todo mundo. m entrevista ao Programa Milênio, da GNT,  Henry Jenkins, professor e diretor do programa de Estudos de Mídia Comparada do MIT, e autor do livro Cultura da Convergência, explora as grandes mudanças que estão ocorrendo no mundo dos negócios com as multiplicações de conteúdos.

 

Henry fala da disponibilidade para trafegar com segurança, eficiência e garantia, aplicações de voz, vídeo e dados pelo lado cultural que estimula a participação dos usuários/consumidores, onde as pessoas comuns interagem, modificam e remixam mídias/conteúdos,   nas decisões que antigamente ficavam restritas aos interesses dos veículos e marcas.

 

os EUA dois terços dos adolescentes (54%) já veicularam ou produziram algum tipo de mídia. Duas são as visões existentes no mundo. O Brasil também não fica muita pra traz, quem é que nunca produziu e coloco no youtub? Apesar de ser fácil postar um vídeo ou uma foto, muitas pessoas ainda se sentem incapacitadas, mas a verdade o que existe é, uma explosão de informações. Não é mais possível saber de tudo. São tempos de inteligência coletiva, num mundo onde ninguém sabe tudo, todos sabem algumas coisas. 

 

Mas como tudo tem seu lado ruim, essa convergência ocasiona problemas como a das autorias de obras, e a remixagem procura construir um diálogo com o passado em vez de reivindicar para si a autoria das obras. Um dos problemas de hoje e que as leis de direitos autorais inibem a cultura, restringindo o uso das obras aos seus proprietários. Cada vez mais pessoas se tornando artistas, elas sempre exigem a velha idéia de direito autoral ao utilizar materiais da sua cultura, causando uma disputa sobre quais são os termos que distinguem direito autoral do uso justo. Jovens e empresas estão confusos sobre os limites dos dois conceitos numa época em que cada vez mais pessoas produzem mídia.

O Creative Commons é um movimento forte, que permite que os artistas determinem quais direitos querem manter e quais querem liberar, baseado num modelo de economia moral em que concordamos nos guiar por princípios éticos na utilização de materiais alheios.

  Essa deveria ser a nossa premissa básica, mais  hoje, só artistas independentes usam tais licenças. Em contrapartida, fãs e veículos de mídia independentes começaram a aplicar conceitos como o Creative Commons em conteúdo de grande circulação. As empresas de mídia negociam para manter o máximo possível de direitos, cidadãos negociam em relação a governos tentando criar governos mais transparentes, fãs lutam por um uso mais justo para poderem ser mais criativos ao utilizar material pré-existente.

 

Escrito por Jean Ferreira às 09h24 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

03/09/2009


No início desse ano, casos de uma gripe incessante começaram a se multiplicar. O primeiro caso de gripe suína (H1N1) surgiu no mês de abril no México, na cidade de Oaxaca, 500 km da capital mexicana. A vítima era uma mulher de 39 anos que trabalhava de porta em porta como fiscal de censo. No dia 08 de abril foi internada com diarréia e problemas respiratórios.  

 

Já no hospital, os tratamentos convencionais aplicados a ela não surtiram efeito e após cinco dias a mulher veio a falecer. Outras pessoas com os mesmos sintomas apareceram então os médicos coletaram a secreção e enviaram para a análise no centro de vigilância epidemiológica nos EUA que constataram o vírus tipo A, subtipo H1N1, semelhante a da gripe espanhola que causou uma pandemia no ano de 1918 e matou cerca de 500 milhões de pessoas.

 

 Depois foi para os Estados Unidos onde se espalhou para o mundo. Segundo especialistas podem ter ocasionado e vírus da Influenza, o tipo de criação de porcos onde existe uma superlotação de animais.

 

No Brasil o primeiro caso foi confirmado no dia 07 de maio, na cidade do Rio de Janeiro, a vítima era um rapaz de 21 anos que voltava de uma viagem de Cancun.

Leis mais sobre a gripe no Brasil no blog

drivinhas.blogspot.com

 

 

Veja mais informações sobre a dificuldades no atendimento da nova gripe

fabiosouzajornalismo.blogspot.com

 

 

Escrito por Jean Ferreira às 09h48 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

11/06/2009


 
 

Mais sobre caxambu

http://www.caxambu.mg.gov.br/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Caxambu_(Minas_Gerais)

Quer saber mais sobre clima, a cidade, dicas de hoteis, bares, a história, atrações turísticas...acesse

Categoria: Link
Escrito por Jean Ferreira às 04h56 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Caxambú quer virar Patrimônio Nacional

A cidade turística de Caxambu, situada no sul de Minas Gerais, luta por sua inclusão na lista de Patrimônio nacional e da humanidade, mas para isso tem muito trabalho pela frente. A cidade, ou melhor, o Parque das Águas que já é tombado pelo Instituto Nacional de Patrimônio Histórico e Artístico, luta para recolher documentos de análises da arquitetura e dos recursos hídricos do parque, fotografias, livros, além de muitas outras coisas que mostrem a relevância do município, para enviar o mais rápido possível para o Instituto Nacional.

Caxambu tem a maior concentração de águas gasosas do planeta e é reconhecido também pela qualidade da água. Hoje conta com o Parque das Águas que possui 210 mil metros quadrados, 12 fontes minerais com propriedades químicas diferentes uma das outras além de um gás-lift, perecido com um gêiser que jorra por volta de 10:30 e 16:30. O parque funciona de segunda a sexta das 8h às 18h e a entrada custa R$ 3 e idosos pagam meia.

Se o município conseguir o feito será o quarto em minas, que tem a cidade histórica de Ouro Preto, Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos em Congonhas do Campo e o Centro Histórico de Diamantina, a receber o Título da UNESCO de Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Conseqüentemente além do título a cidade vai aumentar o número de turistas, e outros benefícios.

 

Veja um pouco mais de Caxambu através desses vídeos, fotos e matérias.

 

http://www.youtube.com/watch?v=WJJv6VGPaHc&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=s0KiwtHKwLg

http://www.youtube.com/watch?v=M5CwbVFzBFw

http://www.youtube.com/watch?v=2hkqNTDLAfc&feature=PlayList&p=4D2C250074C45893&index=0

 

Escrito por Jean Ferreira às 04h53 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Categoria: Link
Escrito por Jean Ferreira às 04h19 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 
 

Reportagem

http://www.youtube.com/watch?v=s0KiwtHKwLg

Reporagem sobre a cidade de Caxambu pela Tv Alterosa SBT.

Categoria: Link
Escrito por Jean Ferreira às 04h11 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 
 

Histórico

http://http://www.youtube.com/watch?v=M5CwbVFzBFw

Breve histórico do parque das águas em Caxambu Minas Gerais, a maior estância hidromineral do planeta.

Categoria: Link
Escrito por Jean Ferreira às 04h08 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 
 

Fontes de CAxambu

http://http://www.youtube.com/watch?v=2hkqNTDLAfc&feature=PlayList&p=4D2C250074C45893&index=0

ùnico parque no mundo com 12 fontes diferentes uma da outra

Categoria: Link
Escrito por Jean Ferreira às 04h06 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

21/04/2009


Metamorfose

O Jornalismo está se socializando e a mídia on-line vem se tornando mais acessível para a população do que os outros meios de comunicação,

devido a instantaneidade, a gratuidade, entre muitas outras vantagens que a web nos oferece.

Dentre esses veículos de comunicação que estão perdendo público, o impresso é o mais prejudicado. O tão famoso  "jornal", aquele mesmo, o de papel,

hoje está perdendo espaço para outros veículos e se não "amarrar as calças" e se adaptar as novas exigências dos leitores pode perder espaço no jornalismo.

As pessoas hoje querem agilidade, informação objetiva, com textos curtos, devido a sua falta de tempo,   e o impresso é totalmente ao contrario disso. Tudo que sai nos jornais hoje,

o rádio, a tv e a web publicaram no ato do fato, então, não queremos mais pagar por uma coisa vencida, que suja os dedos, que ficamos horas e horas sentados para ler o que precisamos.

Além de perder conteúdo jornalístico, os jornais impressos vão perder publicidades também. Se os assinantes estão mudando de veículo conseqüentemente as propagandas vão mudar,

porque no mundo de hoje ninguém é bobo de investir em uma coisa que não vai ter retorno. Ou seja, pode ser o fim do jornalismo impresso, isso se eles não adaptarem as novas tendências.

 

 

Escrito por Jean Ferreira às 05h12 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

15/03/2009


 
 

O desafio do jornalismo no século 21

http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/artigos.asp?cod=278DAC001

O jornalismo vem sofrendo mudanças ao longo do tempo e com as novas tecnologias podemos melhorar ainda mais nossa imprensa, apesar de se tornar um jornalismo mais técnico, dominados pelas novas ferramentas tecnológicas em conjunto com a capacidade de elaboração de um pensamento crítico de consistência, vai ser o poder de criação, cultural e personalidade dos repórteres que vão ser o diferencial na hora de publicar uma matéria. Prova da constante mutação da imprensa são máquinas de escrever que ficou cerca de 10 anos no mercado e foi substituído pelos computadores, que a cada dia que passa vem se aperfeiçoando mais e nos dias de hoje estão quase sendo substituídos pelos celulares. A velocidade e apuro visual são umas das palavras chaves para à prática do telejornalismo. A tecnologia facilitou o acesso às informações, o contato com fontes e a pesquisa no lado da apuração; ao mesmo tempo também ampliou o alcance e a possibilidade de distribuição da informação jornalística.

Categoria: Link
Escrito por Jean Ferreira às 07h34 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

07/11/2008


OBAMA, o Grande Segredo:



O primeiro negro da história na presidência dos Estados Unidos. Qual seria o motivo dessa façanha?
Muitos dizem que foi porque a população queria mudança, outras por revolta, mas uma coisa indiscutível, que foi um ponto crucial na vitória de Obama diante de McCain, foi o uso da internet. O democrata tinha experiências passadas em trabalhos comunitários, e soube usar isso a seu favor nas páginas da WEB. Enquanto McCain tentava arrecadar milhões nas grandes empresas e com empresários, Obama conseguia essa arrecadação com o povo através da internet. Usou estratégias, artistas jovens começaram a usar os site para arrecadar quantias para a campanha do Democrata, chegando no fim com 28 milhões de dólares.
Essa rede amizades foi crescendo a cada dia no decorrer da campanha e foi rendendo frutos. Obama uma alegoria promissora, uma metáfora, um conservador na maneira de ver o mundo e a sociedade, mas um político que segue fielmente a tradição social da esquerda americana, que quer a reintegração social das pessoas.

Escrito por jeanjornalista às 04h15 PM
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, TRES CORACOES, Homem, de 20 a 25 anos
MSN -

Histórico